Por pbagora.com.br

Por meio das suas redes sociais o empresário e pré-candidato do PSL a prefeitura de Campina Grande Artur Bolinha, postou que os recentes assaltos a suas lojas na cidade, pela conhecida ‘Gangue da Marcha Ré’, não seriam ações orquestradas tão somente por bandidos, mas sim ações com conotações políticas.

“Hoje pela madrugada, cerca de 04:37h, fomos vítimas de uma dupla, que por pura maldade, através de um veiculo, quebrou a vitrine de onde será́ uma futura loja Rutra, esse imóvel fica situado na Av. Manoel Tavares, em Campina Grande. Fica então a indagação; O que tem levado essas pessoas a agirem assim?”, disse Bolinha.

O pré-candidato destacou ainda: “Por nossas posições políticas temos sido ameaçados, mas tenham certeza que continuarei dizendo e defendendo valores que possam trazer para a política e em especial para nossa cidade, ética, moral e desenvolvimento. Pelas imagens visivelmente dá pra ver que sequer olharam o que havia dentro do imóvel. Hoje também pela madrugada, tentaram arrombar outra loja nossa; o Espaço Maildes, também situada em CG. Fica o alerta às autoridades públicas do Estado da PB”, comentou.

Notícias relacionadas

PRF prende em Campina Grande dupla suspeita de praticar assaltos em JP

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba prendeu em Campina Grande, na manhã desta quinta-feira (6), dois homens acusados de praticarem assaltos em João Pessoa. Eles estavam com um veículo…

Homem é morto a tiros, em João Pessoa e polícia procura suspeito

Mais um assassinato na capital. Um homem ainda não identificado pela polícia foi morto com cinco tiros no bairro de Miramar, em João Pessoa. O crime aconteceu na noite desta…