Por pbagora.com.br

Nesta nova fase da Operação Calvário denominadas de “A Origem” que foram deflagradas nessa quinta-feira (04) pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (GAECO/MPPB), um dos alvos forma o ex-secretário de Educação de João Pessoa, da gestão Cartaxo, Luiz Júnior. Outro funcionário identificado como Gilberto Cruz, também é alvo da Operação que ao todo realiza 28 mandados de busca e apreensão e 3 de prisão.

A força-tarefa mira possíveis fraudes em licitações da Educação Municipal no ano de 2013. Um desses procedimentos licitatórios investigados trata sobre a aquisição de livros para alunos e professores da educação municipal da capital paraibana.

Estas duas fases da Operação Calvário têm por objetivo investigar contratos para aquisição de material didático (livros), por parte das Secretarias de Educação do Estado, no ano de 2014, e do Município de João Pessoa, no ano de 2013, nos valores de R$ 4.499.995,50 e R$ 1.501.148,60, respectivamente, sendo estimado um prejuízo ao erário, no montante de aproximadamente R$ 2.300.000,00, em razão do pagamento de propinas a agentes públicos e políticos.

Redação

Notícias relacionadas

Polícia prende suspeitos de assalto e tráfico de drogas em CG e região

A Polícia Militar prendeu, na tarde dessa terça-feira (23), quatro suspeitos envolvidos em assaltos e tráfico de drogas, no município de Campina Grande e região. As ações da PM resultaram…

Polícia Ambiental apreende cinco aves silvestres e armas de fogo em Cruz do Espírito Santo

Os policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental apreenderam três armas de fogo e cinco aves silvestres no município de Cruz do Espírito Santo, nessa terça-feira (23). As informações foram…