O Ministério Público Federal iniciou nessa ontem (19), uma série de investigações sobre irregularidades no abastecimento de água em cidades da Paraíba. Entre elas, estão contratos com suposto superfaturamento firmados entre as prefeituras de Santana de Mangueira e São João do Rio do Peixe, no Sertão da Paraíba, com órgãos responsáveis pelo abastecimento de água para a população dos municípios. A informação foi divulgada no Diário Eletrônico do MPF.

Segundo o procurador da república Anderson Danillo Lima foi determinado a instauração de inquérito civil público para investigar as irregularidades. Segundo o MPF, as obras e serviços de abastecimento estão estimados em mais de R$ 1,4 milhão. No caso de Santana de Mangueira, o órgão investiga contrato no valor de R$ 381.492,45 firmado entre a prefeitura e o Ministério do Desenvolvimento Regional.

Em São João do Rio do Peixe a investigação é de um convênio entre a prefeitura e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para implementação de sistema de abastecimento de água com valor de R$ 1.058.814,75, firmado no ano de 2014.

 

 

Redação   

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bandidos roubam sede de Fundação Artístico-Cultural em CG

Os bandidos invadiram e roubaram a sede da Fundação Artístico Cultural Manoel Bandeira, em Campina Grande. Na ação criminosa ele roubaram o equipamento de som. Os bandidos entraram na Fundação…

UFPB cria comissão para acompanhar investigação da morte de estudante

Grupo será formado por alunos, professores e técnico-administrativos O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) criou, por maioria de votos, em reunião na manhã desta quarta-feira (19),…