O paraibano Domingos Sávio morreu na manhã neste domingo (25). Ele era uma das vítimas do acidente ocorrido na manhã da última quinta-feira (22), na BR-101, em Guarapari, envolvendo uma carreta que transportava rocha, um ônibus da Viação Águia Branca, uma mini-van da Prefeitura de Jerônimo Monteiro e uma ambulância da Prefeitura de Alfredo Chaves.

 

Domingos estava no ônibus, que seguida de São Paulo para Vitória. Ele teve 95% do corpo queimado no acidente e estava internado no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra. O corpo dele já foi encaminhado nesta manhã para o Departamento Médico Legal (DML), na capital.

 

Com a morte do jovem, sobiu para 23 o número de vítimas fatais no acidente, que deixou mais de 20 feridos. A mãe dele, Maria Selma Thomaz da Silva, segue internada em estado grave. Eles iam visitar a família. Ele é deficiente auditivo e foi levado inicialmente para a Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim. Durante a manhã, foi transportado para o Jayme Santos Neves de helicóptero.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que a carreta transportava uma carga além da permitida e estava com pneu careca. O governo do estado decretou luto de três dias. Esta foi a pior tragédia em rodovias da história no Espírito Santo, segundo o secretário de Segurança Pública do Estado.

 

Redação com G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF na PB recupera caminhonete roubada após homem abandonar o veículo

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou, na noite da última segunda-feira (25), uma caminhonete roubada após motorista abandonar o veículo ao avistar uma fiscalização da PRF realizada em João…

Polícia prende suspeito de esconder drogas na fralda do filho em Santa Rita

A Polícia Militar prendeu um suspeito que tinha escondido drogas na fralda do próprio filho, uma criança de dois anos de idade. A prisão aconteceu após uma abordagem, no início…