Uma médica foi feita de refém após ser levada por bandidos quando saía do trabalho, em um hospital localizado no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa.

 

A vítima foi levada dentro do próprio carro no final da tarde de ontem, segunda-feira (11). De acordo com a Polícia Militar, os criminosos passaram por vários locais da cidade com a mulher feita refém por mais de duas horas e depois a libertaram em uma área deserta no bairro Colinas do Sul. A dupla fugiu com o carro da médica.

 

Imagens de uma câmera de segurança gravaram o momento em que os bandidos rendem a médica, colocam ela no banco traseiro do carro e seguem no controle do veículo. 

 

A vítima procurou a Central de Polícia e registrou a ocorrência. Em depoimento prestado à delegada Ana Carolina, ela informou que os assaltantes passaram por ela primeiramente e depois retornaram já anunciando o assalto. Um dos criminosos estava armado.

 

“Pelas declarações, a médica foi escolhida aleatoriamente pelos criminosos, e talvez por estar em um momento vulnerável. Ela contou que os assaltantes informaram que o alvo não era ela. Disseram que iam precisar do carro para fazer uma ‘parada’ e que depois devolveriam o carro”, explicou a delegada.

 

 A primeira suspeita da Polícia Civil é de que o carro levado pelos dois assaltantes tenha sido usado para atacar uma agência bancária no início da manhã desta terça-feira (12) no bairro do Bessa, em João Pessoa. O carro ainda não foi localizado.

 

Redação com G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem é preso suspeito de transportar maconha em cadeirinha de bebê

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba apreendeu, na noite da última quinta-feira (04), no município de Bayeux cerca de 500g de maconha que estava sendo transportada escondida em cadeirinha para…

Polícia prende suspeito de liderar organização criminosa em Cabedelo

Um homem suspeito de liderar organização criminosa responsável por homicídios ocorridos na cidade de Cabedelo (PB) foi preso no início de tarde desta sexta-feira (5) pela Polícia Civil. Ele foi…