A Paraíba o tempo todo  |

Mãe e padrasto são condenados por estuprar e matar criança de 3 anos na Paraíba

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE


A mãe e o padrasto de Ketyli Kawane Borges de Sousa, de 3 anos, foram julgados e condenados nesta terça-feira (10) pela morte da criança, na cidade de Patos, Sertão da Paraíba, em outubro de 2020. Geraldo Júnior dos Santos foi condenado a 35 anos de prisão pelo crime de estupro e homicídio doloso.

Já Géssica Borges de Sousa foi condenada por omissão pelos crimes de homicídio doloso e estupro, porém, recebeu clemência pelo crime de estupro e foi condenada há 20 anos de reclusão.

A decisão foi dada pelo Tribunal do Júri da Comarca de Patos, no auditório das Faculdades Integradas de Patos.

Peritos do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) da região de Patos, onde o corpo da vítima foi levado, confirmaram que a criança violências física e sexual, crime que era cometido pelo padrasto e acobertado pela mãe.

Ketyli Kawane Borges de Sousa foi morta com socos, chutes na barriga e jogada contra a parede várias vezes, vindo à óbito no dia 5 de outubro de 2020 na Rua Pedro Moura, no bairro Sete Casas, em Patos. As informações são do Jornalista Hyldo Pereira.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      4
      Compartilhe