A Paraíba o tempo todo  |

Justiça reúne hoje júri popular de acusados de matar homem a mando da irmã, em uma padaria de JP

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O caso que repercutiu em toda a Paraíba, onde três pessoas são acusadas de participar do assassinato de Marcos Antônio do Nascimento, em uma padaria no bairro Jardim Luna, em junho de 2016, tem seu júri popular reunido nesta quinta-feira (19)

Segundo as investigações da Polícia Civil, os homens agiram a mando da irmã da vítima. Maria Celeste de Medeiros Nascimento foi condenada a 29 anos de prisão, em 2018. Três acusados que serão julgados nesta quinta-feira estão detidos em penitenciárias de João Pessoa. Um homem, que estava preso no PB1, está foragido.

Assim como Maria Celeste, Werlida Raynara da Silva também foi condenada. Ela recebeu a pena de 17 anos e 4 meses de prisão, pelos crimes de homicídio e roubo. Na época do assassinato, as condenadas mantinham um relacionamento amoroso.

Entenda o caso – O crime custou R$ 13 mil e aconteceu no dia 4 de junho, quando Marcos Antônio Filho foi baleado em um assalto simulado a mando da irmã. Conforme a Justiça, Maria Celeste planejou a morte do irmão após ele descobrir que ela roubou parte do patrimônio da família, fruto de herança. À época, os bens da família eram avaliados em R$ 1 milhão.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe