Durante audiência de custódia realizada na manhã desta sexta-feira (19), a justiça decidiu manter a prisão preventiva do soldado da Polícia Militar (PM) preso após uma operação da Polícia Federal (PF) contra a venda de anabolizantes de forma ilegal, em academias em João Pessoa.

A juíza da vara de custódia optou por manter e converter a prisão em flagrante em prisão preventiva.

A defesa alegou que agora irá aguardar o processo e após isso manejar as peças e os requerimentos necessários para tentar conseguir a liberdade do soldado.

PB Agora

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Focco-PB realiza série de eventos no Dia Internacional de Combate à Corrupção

O Fórum Paraibano de Combate à Corrupção reuniu uma série de eventos para marcar o Dia Internacional de Combate à Corrupção – DICC (9 de dezembro). As atividades do grupo…

Falsos atestados médicos e certificados escolares são apreendidos pela polícia na PB

Dezenas de documentos com indícios de falsificação foram apreendidos nessa quinta-feira (05) durante uma ação realizada pela Polícia Civil na cidade de Queimadas, no interior da Paraíba. Os trabalhos, que…