O desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator da Operação Calvário no Tribunal de Justiça da Paraíba, determinou, ontem (26), o uso de tornozeleira eletrônica pelo ex-secretário de Planejamento do Estado, Waldson Dias de Souza, bem como o recolhimento domiciliar noturno, no endereço residencial, das 20h até as 5h. As mesmas medidas serão aplicadas aos investigados Denise Krummenaur Pahim e José Arthur Viana Teixeira.

Os três foram beneficiados com a concessão de Habeas Corpus pela ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que também aplicou outras medidas cautelares, tais como comparecimento periódico em Juízo; proibição de manter contato com os demais investigados; proibição de se ausentar da comarca domiciliar, sem prévia e expressa autorização do Juízo; afastamento da atividade de natureza econômica/financeira que exercia com o Estado da Paraíba e o município de João Pessoa, que tenha qualquer relação com os fatos apurados e proibição do exercício de cargo ou função pública no Estado da Paraíba e respectivos municípios.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende dupla suspeita de praticar arrastões na cidade de Sapé

A Polícia Militar prendeu em flagrante, na noite dessa terça-feira (7), dois suspeitos que vinham realizando assaltos na cidade de Sapé. Com os homens, de 22 e 24 anos, foram…

Abertas inscrições para seleção com mais de 550 vagas para profissionais de saúde

Estão abertas inscrições para um processo seletivo simplificado para contratação de profissionais de saúde que devem prestar serviço no combate ao coronavírus, na Paraiíba. O edital, que oferece 553 vagas…