O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) condenou a 23 anos de prisão o homem acusado de estuprar a filha de 11 anos, em Areia, no Brejo da Paraíba. O crime aconteceu em fevereiro de 2018.

Para a defesa, não existiam provas suficientes que o condenassem, já que o laudo sexológico a que a vítima foi submetida apontou que a garota manteve outras relações sexuais.

No entanto, de acordo com o o desembargador Arnóbio Teodósio, ficou comprovado que os abusos duraram cerca de três anos e todos foram cometidos pelo pai da menina. Ele foi condenado pelos crimes de estupro de vulnerável e estupro qualificado.

“Os fatos foram praticados pelo mesmo agente e contra a mesma vítima, em semelhantes condições de lugar, tempo, circunstâncias e modo de execução. Período que compreendeu a idade da ofendida dos 11 anos aos 14 anos”, declarou o desembargador.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PM convoca 432 aprovados no CFO da Paraíba, Veja DOE

Foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (16), a convocação por parte do Governo do Estado, de 432 aprovados no Exame Intelectual do Concurso Público para o Curso…

Recém-nascida morre enquanto dormia com os pais, em João Pessoa

Uma criança recém-nascida de apenas dois meses foi encontrada morta pelos pais na manhã desta quinta-feira (16), no bairro Colinas do Sul, em João Pessoa. De acordo com informações, a…