Por pbagora.com.br

Benefício vai atender estudantes no período de atividades não-presenciais. PRAE explica as condições

O Instituto Federal da Paraíba iniciou nessa terça-feira, a seleção para o Auxílio Emergencial Inclusão Digital. O benefício financeiro visa atender aos estudantes do IFPB com problemas de acesso à internet. O objetivo é proporcionar as condições para que todos os alunos consigam acompanhar as atividades acadêmicas não-presenciais que estão sendo planejadas para o IFPB enquanto durar o período crítico da pandemia.

A equipe da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) ao lado das equipes de Assistência Estudantil nos campi elaboraram as regras de seleção e os critérios para ter acesso ao benefício. Cada campus tem seu próprio edital e a maioria já publicou no seu ambiente no site institucional. 

O pró-reitor de Assuntos Estudantis do IFPB, Manoel Macedo, explica que esse auxílio é específico para que o estudante consiga contratar um plano de acesso a internet. “Os valores do benefício variam conforme o campus porque foi feito com base em uma pesquisa de valores dos provedores de internet disponíveis no município. Há campus que vai disponibilizar cinco parcelas e outros seis”, comentou Macedo.

Ele informou que a Reitoria disponibilizou aos campi, proporcionalmente ao número de estudantes, cerca R$ 400 mil para essa finalidade. Mas, a maior parte dos recursos é de cada campus, oriunda, assim como da Reitoria, de valores economizados durante a suspensão de atividades presenciais. A economia nos gastos de energia elétrica, água, telefone, diárias e passagens possibilitou a alocação desse dinheiro para o auxílio de inclusão digital.  

Mais de 4000 auxílios devem ser disponibilizados aos aprovados no edital de seleção. Segundo Macedo, muitos recursos advêm da própria Assistência Estudantil como aqueles destinados a participação de estudantes em eventos científicos ou jogos, todas atividades canceladas nesse ano devido a covid-19.

Apesar de a inscrição para o auxílio de inclusão digital ser feita também online, mediante o Suap, o pró-reitor esclareceu que as equipes dos campi estão comprometidas a fazer uma busca ativa do estudante que está fora da conexão de internet. “Muitos campi já fizeram esse mapeamento preliminar, até com auxílio de líderes de turmas e já sabem previamente quem são os estudantes em vulnerabilidade que precisam do auxílio”, apontou Macedo.  

Os campi partiram, também, da pesquisa sobre conectividade, realizada com membros da Pró-Reitoria de Ensino, esclareceu Macedo. A quantidade de benefícios foi decidida justamente em virtude daquela porcentagem que se revelou fora das condições de acesso à internet e daqueles que não conseguiram preencher o questionário.

O IFPB está estudando ainda um outro benefício que pode servir para estudantes dos cursos técnicos e superiores adquirirem equipamentos digitais necessários para utilizar as plataformas virtuais de aprendizagem. Macedo destaca que o início das atividades não-presenciais está condicionado à finalização dessa seleção para proporcionar que todos os estudantes do IFPB tenham condições de participar. 

 

DGCOM do IFPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeito é preso com mais de 300 embalagens de droga, em Santa Rita

A Polícia Militar apreendeu mais de 300 trouxinhas de maconha prontas para a venda e 20 pedras de crack com um suspeito de 21 anos, nesse domingo (9), em ação…

Bandidos amarram vigilante em tentativa de assalto a posto em JP

O vigilante de um posto de combustível foi refém de criminosos durante uma tentativa de assalto na madrugada de hoje (10), em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar,…