Por pbagora.com.br

Benefício vai atender estudantes no período de atividades não-presenciais. PRAE explica as condições

O Instituto Federal da Paraíba iniciou nessa terça-feira, a seleção para o Auxílio Emergencial Inclusão Digital. O benefício financeiro visa atender aos estudantes do IFPB com problemas de acesso à internet. O objetivo é proporcionar as condições para que todos os alunos consigam acompanhar as atividades acadêmicas não-presenciais que estão sendo planejadas para o IFPB enquanto durar o período crítico da pandemia.

A equipe da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) ao lado das equipes de Assistência Estudantil nos campi elaboraram as regras de seleção e os critérios para ter acesso ao benefício. Cada campus tem seu próprio edital e a maioria já publicou no seu ambiente no site institucional. 

O pró-reitor de Assuntos Estudantis do IFPB, Manoel Macedo, explica que esse auxílio é específico para que o estudante consiga contratar um plano de acesso a internet. “Os valores do benefício variam conforme o campus porque foi feito com base em uma pesquisa de valores dos provedores de internet disponíveis no município. Há campus que vai disponibilizar cinco parcelas e outros seis”, comentou Macedo.

Ele informou que a Reitoria disponibilizou aos campi, proporcionalmente ao número de estudantes, cerca R$ 400 mil para essa finalidade. Mas, a maior parte dos recursos é de cada campus, oriunda, assim como da Reitoria, de valores economizados durante a suspensão de atividades presenciais. A economia nos gastos de energia elétrica, água, telefone, diárias e passagens possibilitou a alocação desse dinheiro para o auxílio de inclusão digital.  

Mais de 4000 auxílios devem ser disponibilizados aos aprovados no edital de seleção. Segundo Macedo, muitos recursos advêm da própria Assistência Estudantil como aqueles destinados a participação de estudantes em eventos científicos ou jogos, todas atividades canceladas nesse ano devido a covid-19.

Apesar de a inscrição para o auxílio de inclusão digital ser feita também online, mediante o Suap, o pró-reitor esclareceu que as equipes dos campi estão comprometidas a fazer uma busca ativa do estudante que está fora da conexão de internet. “Muitos campi já fizeram esse mapeamento preliminar, até com auxílio de líderes de turmas e já sabem previamente quem são os estudantes em vulnerabilidade que precisam do auxílio”, apontou Macedo.  

Os campi partiram, também, da pesquisa sobre conectividade, realizada com membros da Pró-Reitoria de Ensino, esclareceu Macedo. A quantidade de benefícios foi decidida justamente em virtude daquela porcentagem que se revelou fora das condições de acesso à internet e daqueles que não conseguiram preencher o questionário.

O IFPB está estudando ainda um outro benefício que pode servir para estudantes dos cursos técnicos e superiores adquirirem equipamentos digitais necessários para utilizar as plataformas virtuais de aprendizagem. Macedo destaca que o início das atividades não-presenciais está condicionado à finalização dessa seleção para proporcionar que todos os estudantes do IFPB tenham condições de participar. 

 

DGCOM do IFPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia apreende cerca de 100 quilos de drogas no bairro de Cruz das Armas

Em mais uma ação de combate ao tráfico de drogas na Paraíba, a Polícia Militar apreendeu cerca de 100 quilos de entorpecentes, no fim da manhã desta quarta-feira (25), em…

Criança morre e adolescente fica ferido em acidente em CG

Uma criança morreu e um adolescente de 12 anos ficou gravemente ferido após colisão de ônibus e bicicleta em Campina Grande. O acidente aconteceu na noite desta terça-feira (24), no…