A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Homem invade escola e mata jovem a tiros, em JP; pai diz que filho sonhava ser jogador

Um homem armado que usava uma máscara invadiu uma escola pública na noite de ontem (1), no bairro Gramame, Zona Sul de João Pessoa, e deixou um morto. A instituição de ensino fica na Rua Antônio Fernandes, próximo a um Conjunto Residencial, no Colinas do Sul.

Segundo informações iniciais, repassadas pela polícia, o atirador mascarado invadiu o local e disparou algumas vezes contra um jovem identificado como Victor. Ele fugiu logo em seguida. Segundo o pai, a vítima tinha acabado de assinar contrato com o clube de futebol Santa Fé, em Pernambuco, e estava com viagem marcada. O pai afirmou ainda que o filho sonhava em ser jogador de futebol e que não teria envolvimento com drogas ou com a criminalidade.

A vítima teria corrido para tentar se refugiar em uma das salas de aula da Escola Estadual de Ensino Médio Cineasta Linduarte Noronha. O atirador o perseguiu e o jovem foi atingido na cabeça por um dos tiros.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas apenas constatou o óbito da vítima. A Polícia Militar também foi chamada e isolou o local do crime até a chegada da perícia. Câmeras de segurança instaladas nas redondezas podem auxiliar a polícia na identificação do atirador.

Sonho interrompido – O jovem assassinado em uma escola no bairro do Colinas do Sul, em João Pessoa, sonhava jogar futebol e havia assinado contrato como atleta profissional com um clube de Pernambuco. João Victor, de 18 anos, foi atingido por tiros efetuados por um atirador que invadiu a escola Escola Estadual de Ensino Médio Cineasta Linduarte Noronha, em Gramame, na Zona Sul de João Pessoa.

Segundo o pai da vítima, o clube com que o filho havia assinado é o Santa Fé. José, pai da vítima – que também já jogou em alguns clubes da capital paraibana – disse que o contrato havia sido assinado há 15 dias. “Ele só não estrou semana passada porque tava chovendo muito em Recife. Ia se apresentar. A gente não sabe o que pode ter acontecido, se o crime tem haver com alguma namorada ou inveja”, disse.

Ainda com relação ao crime, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas apenas constatou o óbito da vítima. A Polícia Militar também foi chamada e isolou o local do crime até a chegada da perícia.

Da Redação

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe