A Paraíba o tempo todo  |

Funcionário de circo é suspeito de estuprar menina com deficiência, em CG

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Uma menina, de 14 anos, com deficiência intelectual, foi vítima de estupro na cidade de Campina Grande, Agreste da Paraíba. A informação foi divulgada pela Polícia Civil ontem (23). A adolescente mora no bairro Vila Cabral. O principal suspeito é um suposto funcionário de um circo intinerante.

Segundo a denúncia, o crime teria acontecido na noite da última sexta-feira (20), em uma região de mata próxima à casa da vítima. A menina teria saído de casa para assistir ao espetáculo circense, no entanto, segundo a família, voltou para casa chorando, chorando e suja de terra.

Questionada pela família sobre o que tinha acontecido, a adolescente afirmou ter sido estuprada e apontou um suposto funcionário do circo como autor. Com a ajuda de líderes comunitários, a família procurou a polícia para registrar boletim de ocorrência. O suposto autor do crime não foi localizado.

O dono do circo informou que o homem apontado como autor do crime não teria vínculo empregatício. Ele teria sido contratado de maneira informal para prestação de alguns serviços enquanto o circo estivesse na localidade.

A vítima foi encaminhada para o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), onde realizou exames que comprovaram o abuso sexual. Ela também recebeu atendimento médico e psicológico. A Polícia Civil investiga o crime e procura pelo suspeito para ouví-lo.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      8
      Compartilhe