Por pbagora.com.br

O homem era procurado pela justiça pelos crimes de assalto a banco, tentativa de sequestro e uso de explosivos

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba prendeu na noite da última sexta-feira (3), no sertão do estado, um homem foragido da justiça com um veículo roubado. O homem possui uma extensa ficha criminal e foi solto há 10 dias em virtude da crise provocada pela COVID-10 com a obrigação de usar tornozeleira eletrônica. Porém, a tornozeleira foi arrancada e o homem voltou a praticar crimes.

Os policiais deram ordem de parada a um veículo Fiat Strada durante fiscalização na BR 230, km 310, na Unidade Operacional de São Mamede. O condutor empreendeu fuga em alta velocidade e foi abordado pelos polícias após cerca de 10 km de acompanhamento tático.

O condutor, um homem de 32 anos, estava sem documentos e apresentou nome falso para os policiais. Após fiscaliza minuciosa foi constatado que o veículo era roubado e estava clonado.

Ao chegar na Polícia Civil, foi descoberto que o homem era um foragido da justiça de alta periculosidade, por crimes de assalto a banco, tentativa de sequestro e uso de explosivos para prática criminosa. Ele responde por crimes praticados nos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Ele foi solto há 10 dias em virtude da crise na saúde pública provocada pela COVID-19 com a obrigação de usar tornozeleira eletrônica. Porém, o equipamento foi arrancado. O homem foi novamente detido e incluído na extensa ficha criminal a receptação de veículo roubado.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Grupo suspeito de praticar delivery de drogas em JP é preso

Quatro pessoas suspeitas de integrar uma organização criminosa que fazia entrega de drogas em domicílio foram presas nessa sexta-feira (7) durante a operação “Delivery”. A ação, deflagrada pela Polícia Civil,…

Polícias Civil e Militar localizam relógios caros roubados em Cabedelo

Em uma ação conjunta, policiais civis e militares localizaram, nessa sexta-feira (7), uma coleção de relógios avaliada em cerca de R$ 50 mil. Os objetos haviam sido roubados durante um…