Por pbagora.com.br

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) da Capital, prendeu, na manhã desta quarta-feira (8), David Wagner da Silva Nascimento, 33 anos. Ele é suspeito de comprar gráficas que funcionaram durante a campanha eleitoral de 2016. Na transação, ele emitia cheques de terceiros, se apropriava de todo o estoque de materiais das empresas e em seguida deixava de pagar a dívida aos antigos donos e também os salários dos funcionários, causando um prejuízo superior a R$ 200 mil só em João Pessoa.

Durante as investigações, que duram uma semana, a polícia descobriu que o suspeito também locou uma empresa copiadora na cidade de Natal, no Estado do Rio Grande do Norte. “ Lá ele se apropriou de dois veículos da empresa e desapareceu, retornando para a Paraíba, onde continuou praticando suas condutas criminosas.

Além destas fraudes, ‘David Foca’ como é conhecido, responde a 15 processos na Justiça Paraibana, que vão desde despejo por falta de pagamento, aos crimes de ameaça, violência contra mulher e porte ilegal de armas”, comentou o delegado Lucas Sá, da DDF.

David ainda é investigado por posse de veículos negociados de maneira fraudulenta com outras vítimas. Ele também continua administrando uma empresa localizada no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa, motivo pelo qual estava sendo procurado pela DDF. Os levantamentos policiais ainda mostraram que o suspeito é filho do prefeito do município de Mulungu, Melquiades Nascimento, e que pode estar exercendo um cargo comissionado na Prefeitura daquela cidade, apesar de morar em um apartamento situado no bairro do Bessa, na Capital.

David foi localizado e preso na cidade de Mulungu e conduzido para a Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa. Ele foi autuado pelos crimes de estelionato e falsidade ideológica. David vai continuar sendo investigado porque existem informações de que ele tem envolvimento com outras condutas criminosas.

O trabalho também segue para identificar mais vítimas do suspeito, localizar os veículos negociados e identificar se contou com ajuda de outras pessoas para praticar os crimes. David Wagner da Silva Nascimento vai aguardar pela audiência de custódia recolhido na carceragem da Central de Polícia, no Geisel.

 

 

 

Secom

 

 

 

Notícias relacionadas

Motorista por aplicativo é amarrado e morto a facadas, em João Pessoa

Na madrugada desta sexta-feira (16), um motorista que trabalhava com transporte por aplicativo foi morto com pelo menos 10 facadas no bairro Valentina de Figueiredo, em João Pessoa. De acordo…

Foragido por estupro e tortura é preso pela PRF e Polícia Civil da PB

Ação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Civil da Paraíba (PCPB) prendeu, na tarde da última quarta-feira (14), foragido da justiça pelos crimes de estupro de…