A Paraíba o tempo todo  |

Especialistas dão dicas para evitar acidentes de moto; na PB quase dez mil acidentes ocorreram nos últimos oito meses

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O Brasil é o segundo país no mundo no ranking de acidentes de moto com vítimas fatais — são sete mortes para cada 100 mil habitantes. Do total de pessoas envolvidas em acidentes de moto, 42% delas estavam sob influência de bebidas alcoólicas.  Na Paraíba essa realidade, não é diferente, pois o número de atendimentos envolvendo condutores de motocicletas registrado nos Hospitais de Emergência e Trauma de João Pessoa e de Campina Grande soma 9.630, de janeiro a agosto deste ano. Para falar sobre esse tema foram ouvidos o coordenador de tráfego, João Moacir da Silva e a coordenadora da Educação de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito na Paraíba (Detran-PB), Ana Paula Buzetto, que dão dicas para se evitar acidentes.

A frota brasileira de motocicletas praticamente dobrou em uma década, passando de 14.695.247 em 2009 para 28.179.083 motos em 2019. Ou seja, o número de motos nas estradas e ruas do Brasil cresceu 92%, de acordo com os dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Muitos desses condutores são motociclistas novatos com pouca experiência e não recebem orientação para andar de moto em estradas e rodovias. Por isso, muitas vezes, se colocam em situações de risco ao executar manobras perigosas nas rodovias, afirma Moacir.

Na Paraíba o volume deste tipo de acidente chega a mais de dez vezes a quantidade de atendimento com carros (906) e mais de nove vezes os registros de acidentes com bicicletas (1.012) nas unidades de saúde.

“Muitos desses erros e imprudências acontecem porque pilotar uma moto na estrada não é a mesma coisa que conduzir em uma via urbana. Pelo contrário. Há diferenças fundamentais entre a estrada e as ruas e avenidas. Alguns fatores, como velocidade maior em relação ao ambiente urbano e o tráfego de veículos pesados, como caminhões e carretas, requerem que o motociclista adote o comportamento seguro e antecipe eventuais situações de risco e, assim, possa evitar acidentes”, diz João Moacir.

Segundo, Ana Paula Buzetto, cerca de 80% das internações causadas por acidentes de trânsito no Estado envolvem motocicletas. “Cabe lembrar que o número de motocicletas em circulação é muito superior ao número de veículos e bicicletas, e isso faz com que a probabilidade de acidentes com esses condutores seja maior”, disse.

 Dicas para se evitar acidentes de motos:

Use o equipamento adequado

Você deve estar sempre equipado de acordo com a legislação em vigor. O seu capacete deve ter o tamanho correto e possuir nele as faixas reflexivas. Para as mãos, não esqueça das luvas com aderência! E, para os pés, utilize um calçado com fechamento acima dos tornozelos. Calça jeans ou de cordura e jaqueta finalizam o vestuário mais adequado para andar de moto com segurança.

Pense em menos velocidade, mais segurança

O excesso de velocidade, independente do meio de transporte, coloca a todos em situações de risco — tanto você, quanto os motoristas e passageiros dos demais veículos e, também, os pedestres.

Previna-se de acidentes de moto, obedecendo às velocidades regulamentadas nas vias por onde circula. E, quando estiver parado no semáforo, cuidado antes de partir! Alguns pedestres atravessam correndo nos últimos segundos de passagem, e isso pode resultar em atropelamentos.

Faça as curvas sempre com cuidado

Para evitar os acidentes nas curvas, diminua inicialmente a velocidade ao fazê-las, e mantenha-a constante enquanto a motocicleta estiver inclinada. Quando finalizar a curva, você pode aumentar, aos poucos, a velocidade da moto. É muito importante evitar frear enquanto a motocicleta estiver inclinada!

Não freie bruscamente

Não use os freios da sua moto de maneira brusca — isso fará com que o peso se desloque para a parte frontal e, assim, você perderá o equilíbrio. Não esqueça de manter o bom estado dos pneus da moto, assim como calibrá-los de acordo com as recomendações da fabricante.

Seja atencioso e previna-se

Atenção com todas as informações que podem sinalizar que uma situação de perigo possa ocorrer! Previna-se dos perigos e tome uma decisão para evitá-los. Após isso, execute a sua decisão de maneira calma e tranquila.

Mantenha uma distância segura dos demais veículos

Principalmente nas rodovias, onde a velocidade é superior à das vias comuns da cidade, mantenha uma distância segura dos veículos para evitar desequilíbrio e colisões. A distância segura deve valer para todos os sentidos — frente, atrás e lados.

Tenha atenção redobrada nos cruzamentos

Por mais que a preferencial seja sua, nunca acelere nos cruzamentos! Opte sempre por reduzir a velocidade e checar se nenhum veículo desgovernado vem em sua direção. Leve em consideração que os outros motoristas podem faltar com a atenção e colocar você em uma situação perigosa.

Tenha muito cuidado com as condições do piso

Pisos irregulares e de baixa aderência são muito perigosos para as motos. Aqui, evite qualquer atitude brusca — tanto a aceleração quanto o freio. Esses tipos de piso podem provocar situações onde você vai derrapar ou perder o equilíbrio.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe