Por pbagora.com.br

Na noite desse domingo (14), uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Patos foi acionada para realizar um atendimento de um caso que envolvia uma agressão após uma confusão.

Ao chegar no local os profissionais de saúde foram agredidos.

A secretaria de Saúde da cidade emitiu uma nota de solidariedade aos servidores do Samu.

Veja na íntegra:

A Prefeitura de Patos, por meio da Secretaria de Saúde, solidarize-se com os servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Patos, uma vez que a equipe de plantão chamada para realizar um atendimento, foi agredida nesta noite de domingo, dia 14.

O paciente para ser assistido tinha sido agredido por um homem durante uma discussão, caso ocorrido na Rua Francisco Brandão, Jardim Queiroz, em Patos. Porém, a Polícia Militar acionou o SAMU para realizar o atendimento. O homem recusou-se a receber os procedimentos e agrediu, verbalmente, os funcionários que estavam no serviço.

Por este fato, o Secretário de Saúde de Patos, drº Umberto Joubert, lamenta o fato ocorrido ao mesmo tempo em que lembra que desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela é crime, conforme o decreto Lei 2.848/40.

Ele reforça ainda que a Secretaria de Saúde não admite qualquer tipo de agressão ao servidor público em plena atividade de suas funções ou ambiente de trabalho.

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

PM apreende 138 suspeitos e 27 armas no fim de semana, na PB

A Polícia Militar atendeu 1.931 chamados no fim de semana de diversos tipos de ocorrências, conforme balanço divulgado na manhã desta segunda-feira (8) pela Coordenadoria de Estatística e Avaliação (EM/7).…

Homem é preso pela PRF com 1 kg de crack em João Pessoa, capital paraibana

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba prendeu, nesse final de semana, um homem transportando 1 kg de crack. A droga estava escondida embaixo do banco do passageiro do veículo…