A polícia divulgou imagens de vítimas de uma enfermeira que fazia aplicação local de material químico para aumentar os glúteos. Ao menos três mulheres foram internadas com lesões graves na Baixada Fluminense.

Segundo os agentes responsáveis pela investigação, o produto aplicado foi retirado por médicos e encaminhado para análise. Há suspeita de que o material seja silicone industrial.

A enfermeira responsável pelo atendimento cobrava R$ 1.800 por quatro sessões. De acordo com testemunhas, a propaganda era feita no “boca a boca”.

Na casa da suspeita, a polícia apreendeu frascos de soro, medicamentos, luvas, agulhas, fotos, receitas e diversos cheques. Ela foi presa na última sexta-feira (30), mas foi solta menos de 24 horas depois, após a Justiça acatar o pedido de liberdade.

A enfermeira responde por lesão corporal, exercício ilegal da medicina, falsificação, corrupção e adulteração de produtos destinados a fins medicinais ou terapêuticos.

Assista ao vídeo:

R7

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Dois motoristas de transporte por aplicativo são assaltados em João Pessoa

Na madrugada deste sábado (11), dois motoristas de transporte por aplicativo foram vítimas de assalto, em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar (PM), os dois crimes aconteceram no bairro…

Veículo roubado em PE que estava circulando clonado é recuperado na PB

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou, nessa sexta-feira (10), um veículo GM Montana roubado. A ação ocorreu durante fiscalização realizada na BR 104, km 140, em frente à unidade…