O empresário Roberto Vicente Correia do Monte, que confessou ter matado o radialista Joacir Oliveira Junior, com um tiro no peito, no último dia 30 de maio, em um restaurante, em Campina Grande, foi transferido, na tarde desta quinta-feira (6), para a Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, no Bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Na última segunda-feira (03), durante audiência de custódia, a juíza Francilene Melo Jordão decidiu manter a prisão do acusado. Ele foi preso pela Polícia Civil um dia após o crime.

O empresário foi identificado através das câmeras de segurança que flagraram o crime. As imagens mostram que ele e o radialista se encontraram em um restaurante no centro de Campina Grande, se abraçam e depois começam a beber juntos. Depois o empresário vai ao banheiro, paga a conta dele e do radialista e em seguida volta já atirando.

O radialista morreu no local. Depois do crime, o empresário deixou o restaurante e fugiu do local com um motorista particular. Na propriedade da família do empresário, a Polícia Civil encontrou um pente de pistola e munições enterrados. O calibre da munição encontrada é o mesmo da arma usada no crime. O empresário foi preso em flagrante. O motorista que ajudou ele na fuga foi responsabilizado através de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e liberado.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeitos de assaltos são baleados na comunidade João Paulo II, na capital

Policiais Militares reagindo a dois jovens suspeitos de assaltos na comunidade João Paulo II, em João Pessoa, feriram a tiros os jovens na noite desta terça-feira (15). O adolescente foi…

PC identifica dois envolvidos em estupro coletivo, após a prisão de adolescente

O caso que chamou a atenção dos paraibanos nesta semana, quando uma jovem foi vítima de um estupro coletivo na cidade de santa Rita, teve um novo capitulo na tarde…