Por pbagora.com.br

O empresário Pietro Harley, alvo de mandado de prisão nesta quinta-feira (04) no âmbito de mais uma fase da Operação Calvário, já vinha sendo monitorado há meses.

De acordo com informações as autoridades já monitoravam a rotina da casa, localizada no bairro de Camboinha II, em Cabedelo e que era frequentada por políticos e membros da imprensa paraibana.

Além do cumprimento do mandado de prisão, carros de luxo e até uma moto aquática foram apreendidos na casa de Pietro.

Os veículos levados foram um Volkswagen Tiguan, uma picape Hilux, um BMW e uma picape Amarok que também tinha um reboque para a moto aquática.

Pietro é suspeito de participar de um esquema de contratações fraudulentas com a Prefeitura de João Pessoa que resultou em um prejuízo de cerca de R$ 2,3 milhões aos cofres públicos. O contrato teria sido feito na época em que Ricardo Coutinho era o prefeito do município.

PB Agora

 

Notícias relacionadas

Polícia prende suspeitos de assalto e tráfico de drogas em CG e região

A Polícia Militar prendeu, na tarde dessa terça-feira (23), quatro suspeitos envolvidos em assaltos e tráfico de drogas, no município de Campina Grande e região. As ações da PM resultaram…

Polícia Ambiental apreende cinco aves silvestres e armas de fogo em Cruz do Espírito Santo

Os policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental apreenderam três armas de fogo e cinco aves silvestres no município de Cruz do Espírito Santo, nessa terça-feira (23). As informações foram…