A Polícia Civil está investigando uma nova pirâmide financeira que chegou a João Pessoa e já estaria atuando em cinco estados do Nordeste, chamada “Investe Money”. Até o final da tarde de ontem, 14 suspeitos já tinham sido identificados, como líderes da pirâmide e dois deles se apresentaram na Central de Polícia, para dar depoimento na DDF.

Segundo o delegado Lucas Sá, o esquema financeiro tinha a base operacional sediada em João Pessoa, utilizava informações de uma empresa de Fortaleza (CE) já havia chegado aos estados do Rio Grande do Norte e São Paulo. De acordo com a polícia, o golpe prometia retorno financeiro por meio de investimento no mercado de valores, com negociações de bitcoins. “A promessa era de retorno de 100% do valor investido, em apenas uma semana. No entanto, as vítimas repassavam os valores aos líderes, sempre em espécie e em mãos, sem nenhum comprovante de recibo. Posteriormente, esses investidores não recebiam retorno financeiro algum, sendo informados que a empresa havia falido”, explicou.

Em um áudio obtido pela polícia, um dos líderes explica que, cada pessoas interessada, tinha direito a fazer até três cadastros, no valor de até R$ 500 cada. Caso quisesse investir mais dinheiro, poderia fazer cadastros em nome de terceiros, sendo três para cada nome.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PC encontra corpo com pés e mãos amarradas no bairro João Agripino, em JP

A polícia encontrou na noite de ontem (18), o corpo de um homem, com os pés e mãos amarradas, no bairro João Agripino, em João Pessoa. Segundo dados iniciais, a…

Polícia Militar captura no Sertão da PB foragido da Justiça do Paraná

A Polícia Militar da Paraíba prendeu um foragido da Justiça, que estava sendo procurado no estado do Paraná pelo crime de homicídio. Ele foi preso nessa terça-feira (18), em Belém…