Por pbagora.com.br

Após a informação de que o Comando do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar estaria realizando a escolta de carros-forte na última segunda-feira (29), o órgão emitiu nota negando e classificando como equívoco o ato de disseminar a falsa notócia.

De acordo com a nota, informações do serviço de inteligência da PM deu conta de que haveria "a possibilidade de um ataque a um carro-forte que estava transportando dinheiro do pagamento dos aposentados e pensionistas do Estado", e isso mobilizou várias equipes do Batalhão.

Na nota, o órgão repudiou as insinuações feitas e disse que o único objetivo foi "denegrir a imagem do Batalhão de Operações Especiais".

Confira nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Comando do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar da Paraíba vem a público esclarecer que não procedem as informações divulgadas em redes sociais, no dia de ontem, de que viaturas do Bope estariam realizando escolta de carro-forte. Houve um equívoco por parte de quem divulgou, inclusive em nenhum momento a instituição foi consultada para confirmar a procedência das denúncias antes de serem veiculadas.

Cabe informar que, em decorrência da greve dos vigilantes de transporte de valores, a Polícia Militar recebeu informes, através da Coordenadoria de Inteligência, sobre a possibilidade de um ataque a um carro-forte que estava transportando dinheiro do pagamento dos aposentados e pensionistas do Estado, o que mobilizou viaturas para inibir essa possível ação criminosa, que poderia evoluir até para um confronto armado, colocando em risco a própria população.

O comando lamenta a deturpação dos fatos e a interpretação que foi dada, de forma até maldosa, por parte de quem presenciou a ação preventiva ou teve acesso às imagens, ressaltando que é dever (e não opção) da Policia Militar agir preventivamente para garantir a lei e a ordem, repudiando assim as insinuações que foram feitas para tentar denegrir a imagem do Batalhão de Operações Especiais.

“LEALDADE, FORÇA e CORAGEM! BOPE!”

EM TEMPO

A Associação Brasileira das Empresas de Transporte de Valores (ABTV) também se pronunciou sobre o caso.

A Associação Brasileira das Empresas de Transporte de Valores (ABTV) esclarece que o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar da Paraíba foi informado do risco de um ataque a um carro-forte na segunda-feira (29) e deslocou uma equipe para apurar o caso.

Tal procedimento de investigação é adotado para qualquer atividade econômica, seja comércio, bancos, empresas de transporte de valores, entre tantas outras, que apresentem evidências de risco iminente.

Desta forma, lamentamos profundamente que informações equivocadas, de conotação política, tenham sido apresentadas para atacar as forças de segurança do estado e levantar falsas acusações contra empresas de transporte de valores. É fundamental registrar que na data as empresas operavam em plano de contingência para assegurar a prestação de serviço à população em virtude de uma paralisação de vigilantes já questionada pelo presidente do Tribunal do Trabalho da Paraíba.

Assessoria de Imprensa da ABTV

 

 

PB Agora


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

Polícia prende dupla suspeita de assalto na orla de João Pessoa

A Polícia Militar prendeu dois suspeitos de assaltar uma turista, na manhã desta segunda-feira (8), na praia do Cabo Branco, na orla de João Pessoa. Uma das equipes da Companhia…

Homem é preso pela PRF com 1 kg de crack em João Pessoa, capital paraibana

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba prendeu, nesse final de semana, um homem transportando 1 kg de crack. A droga estava escondida embaixo do banco do passageiro do veículo…