Na tarde de ontem (26), a chegou a Câmara Municipal de Campina Grande o pedido de licença por 15 dias o vereador Renan Maracajá (PSDC). O pedido segundo a direção da Casa é sem renumeração.

O parlamentar está preso preventivamente em uma unidade penitenciária de Mangabeira, em João Pessoa, desde a última quinta-feira (22). Renan é um dos investigados na segunda fase da ‘Famintos’.

Como a licença é de apenas 15 dias, a presidente da Câmara Municipal campinense, Ivonete Ludgério, explicou que não será necessário convocar um suplente para substituir Renan Maracajá. Se fosse o caso, o suplente imediato seria Gildo Silveira, que havia assumido interinamente o cargo de secretário de Educação e agora foi substituído por Rodolfo Gaudêncio.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia Federal cumpre mandados em mais uma operação em JP

Mais uma operação da Polícia Federal foi deflagrada na manhã desta segunda-feira (11), na capital paraibana. Porém os investigadores não revelaram até o momento informações sobre o motivo da operação…

Polícia captura trio do RN que repassava dinheiro falso na Paraíba

A Polícia Militar começou a semana desarticulando um trio que vinha do estado do Rio Grande do Norte, repassando dinheiro falso no comércio paraibano. A prisão dos três suspeitos aconteceu…