Por pbagora.com.br

Sem legislação específica nem órgãos de repressão adequados à realidade, o Brasil está virando o paraíso dos crimes cibernéticos é o que aponta dados da Polícia Federal. Só em 2018, essa modalidade de crime provocou um prejuízo de R$ 3 bilhões, sendo a maior parte de fraudes bancárias.

 

No caso de crimes de ódio e pedofilia, por meio da internet, são 40 mil ocorrências por mês.

 

Por outro lado, a Polícia Federal não tem delegacias especializadas, os computadores são ultrapassados e o setor de cybercrimes tem apenas 20 funcionários – os EUA têm 1,2 mil agentes especializados.

 

 

Redação com dados da PF

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF prende dois homens com 3 kg de cocaína e 2 kg de maconha

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba e no Rio Grande do Norte prendeu dois homens transportando 3 kg de cocaína e 2 kg de maconha. A apreensão ocorreu na noite…

Policiais militares que enfrentaram quadrilhas de ataques a bancos na PB são condecorados

Integrantes do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC) da Polícia Militar, que têm enfrentado e desarticulado várias quadrilhas de ataques a bancos, foram condecorados por toda a…