O Ministério Público através do seu Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial deflagrou hoje (23), uma operação em um prédio do Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa. As primeiras informações são de que o alvo seria o apartamento aonde reside um coronel do Corpo de Bombeiros. O coronel do Corpo de Bombeiros, bem como a empresa de engenharia também está sendo alvo da operação. Sobre o coronel, os agentes do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público da Paraíba (Ncap-MPPB) e o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime apreenderam uma arma sem registro supostamente pertencente ao coronel.

A arma foi encontrada na posse de um coronel do Corpo de Bombeiros suspeito de corrupção na venda de alvarás contra incêndio. A emissão dos laudos chegava a custar entre R$ 100 e R$ 20 mil, segundo investigações. A investigação contra as fraudes foi deflagrada hoje e os alvos da operação são acusados dos crimes de corrupção passiva, peculado e lavagem de dinheiro, em um esquema de propina que emitia alvarás contra incêndio.

As investigações ainda apontam que o engenheiro acusado confeccionou 230 projetos de combate a incêndio, entre 2013 e 2018, número que chamou atenção do MPPB. Além de depósitos de pessoas ligadas ao ramo da Construção Civil feitos na conta bancária do coronel.

Leia mais:

MP investiga esquema de propina que chagava até R$ 100 mil em emissão de alvarás no Corpo de Bombeiros

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Garota de programa esfaqueia homem após não receber por serviço, em JP

Durante o final de semana, uma garota de programa esfaqueou um homem  na Avenida Diogo Velho, no Centro de João Pessoa. De acordo com as informações de testemunhas, a vítima…

Em São Bento: trio é preso ao tentar fazer compras com notas falsas

Três pessoas, sendo dois homens e uma mulher, foram presos na manhã desta segunda-feira (11) na cidade de São Bento, no Sertão paraibano, ao tentarem realizar compras no Shopping das…