A guerra de fake news ganhou mais um capítulo na imprensa paraibana essa semana, dessa vez com uma informação falsa divulgada por um deputado. O parlamentar acusou detentos de serem agraciados com mordomias diante da repercussão sobre a suposta instalação de um ar-condicionado em celas de apenados.

Na tarde desta terça-feira (26), o tenente coronel Lucas, da Polícia Militar, responsável pelo comando do 1º Batalhão da Polícia Militar, desmentiu a informação e aproveitou para convidar, publicamente o deputado estadual Walber Virgulino (Patriotas), autor da denúncia, a fazer uma visita, in loco, à cela, justamente para comprovar que a informação que divulgou era falsa.

"Todos tomaram conhecimento de uma postagem equivocada do senhor deputado Walber Virgulino que teria recebido informações que no 1º Batalhão teria sido instalado um ar condicionado na cela onde está o empresário Roberto Santiago. Isso já foi explicado que não houve, de forma nenhuma, não pode acontecer isso. O ar condicionado que foi instalado no 1º Batalhão foi na sala do pavimento superior, mas já foi informado isso e aproveito para convidar o deputado e algum representante da imprensa que queira vir nesta tarde para nós mostrarmos o ambiente onde o empresário se encontra recolhido, obviamente que iremos retirá-lo do local, não vamos mostrá-lo, mas vamos mostrar a cela para dirimir qualquer dúvida, até porque, como diz a bílblia, conheceis a verdade e a verdade vos libertará", ressaltou.

Segundo o tenente coronel, a cela em que o empresário se encontra tem o mesmo padrão de todas as celas na unidade, sem mais nem menos.

"A cela é normal, gradeada, com banheiro, tem duas camas, o empresário está acompanhado por uma pessoa que já estava lá. E o ventilador é previsto em uma portaria da Justiça Militar que autoriza esse objeto para todos os apenados que ficam no 1º Batalhão, somente isso. Não existe essa história de ar condiconado", adiantou.

O responsável pela unidade prisional acredita que alguém tenha visto a empresa de ar-condicionado trabalhando nas dependências do Batalhão, no dia de ontem, e deduziu que seria um ar-condicionado para o empresário.

"Eu estou chamando o deputado in loco para entrar na cela comigo e dirimir qualquer dúvida", emendou.

As declarações foram veiculadas durante entrevista ao programa Arapuan Verdade, no Sistema Arapuan FM.

 

PB Agora

 

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem pede ajuda à PRF e é preso por estupro de vulnerável em JP

A prisão ocorreu quando o homem solicitou auxílio à PRF e a equipe policial foi realizar as consultas padrões de fiscalização de pessoas A Polícia Rodoviária Federal prendeu na manhã…

Ação entre as Polícias Militares da PB e Espírito Santo captura foragido paraibano

Uma ação conjunta entre as Polícias Militares da Paraíba e do estado do Espírito Santo resultou na captura de um foragido no Espírito Santo, que estava sendo procurado pela Justiça…