Em entrevista concedida nesta segunda-feira (19), o comandante da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller, comentou a responsabilidade da Polícia Militar em relação ao caso do homicídio de um jovem dentro do Parque do Povo, em Campina Grande, no último domingo. Para o coronel, as autoridades não podem ser responsabilizadas pela morte do rapaz.

Coronel Eller explicou que tem disponibilizado efetivos de duzentos a quinhentos homens policiando a área de diversas maneiras, no entanto, destacou que a Polícia Militar não é "oniscientes e onipresentes".

Para o comandante-geral da PM, alguns casos de violência não podem ser impedidos mesmo com todo o esforço dos policiais. Coronel Euller citou ainda que atos violentos tem corrido nas mais diversas partes do mundo. “A violência está acontecendo em Londres, Paris, Nova Iorque e as polícias lá são as melhores do mundo e a segurança privada também. (…) A culpa é do ser humano, que é violento”, afirmou.

O comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba garantiu que está buscando aplicar o máximo de policiamento em Campina Grande e que investigará e prenderá os culpados pelo crime.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Acidentes com moto geram 82% das internações durante quarentena

O impacto dos acidentes de trânsito na saúde pública cresce anualmente, de acordo com especialistas. Segundo dados, da Polícia Rodoviária Federal na Paraíba (PRF-PB) durante o período do isolamento social…

Polícia Militar é acionada após mulher discutir com o marido e ameaçar atirar

Policiais militares do Grupo de Ação Tática (GAT) foram acionados, no final da manhã desta sexta-feira (29), para tentar impedir uma tragédia em um flat na orla de Cabo Branco.…