Além do alto nível de abstenção no período da manhã na realização do concurso da Universidade Federal da Paraíba chegou a 27,51%, o que corresponde a 4.466 faltosos, quatro pessoas foram presas pela Polícia Federal suspeitas de tentativa de fraude no concurso público da UFPB.

 

As prisões foram executadas pela Polícia Federal no âmbito da Operação Ponto Final, desencadeada na manhã deste domingo (7), em João Pessoa e em Rio Tinto, no Litoral Norte da Paraíba, durante a aplicação de provas do certame da instituição de ensino.

 

De acordo com a PF, os candidatos presos usavam instrumentos eletrônicos de recepção de dados para que recebessem de outras pessoas o gabarito das provas. A operação da PF foi deflagrada para combater fraudes em concursos públicos federais. A ação teve a participação de 10 policiais.

 

Os investigados, ainda de acordo com informações da PF, responderão pelos crimes de fraude em certames de interesse público e organização criminosa. As penas, somadas, podem chegar a 14 anos de prisão. A Polícia Federal vai detalhar a Operação Ponto Final em coletiva de imprensa às 10h desta segunda-feira (8), em sua sede em Cabedelo.

 

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem morre e outro fica ferido a tiros na Zona Sul de João Pessoa

Nesta segunda-feira (20), um homem morreu e outro ficou ferido a tiros no bairro do Castelo Branco. De acordo com as informações uma dupla teria cometido o crime. Uma das…

Polícia prende mulher acusada de matar o marido no bairro Três Irmãs, em CG

A polícia prendeu na tarde de ontem (19), uma mulher suspeita de matar o marido a facadas, no bairro Três Irmãs, em Campina Grande, no Agreste paraibano. O crime aconteceu…