Um comerciante foi feito refém por mais de dez horas em Campina Grande. O caso que movimentou a área policial, aconteceu, nessa quinta-feira, 27. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi solta após o pagamento de R$ 70 mil.

De acordo com informações da polícia, o comerciante estava em seu estabelecimento quando foi abordado por um casal que se dizia da polícia.

O casal apresentou o distintivo à vítima, a algemou e a levou para um veículo Fiesta, onde afirmaram que havia um delegado esperando.

Ao chegarem no carro, os suspeitos colocaram um capuz na cabeça do comerciante e o espancaram com várias coronhadas.

Os suspeitos foram até o estacionamento de um shopping, onde conversaram com terceiros, conforme o relato da vítima, que escutou a voz eletrônica que fica nas catracas de entrada do local.

De lá, os suspeitos foram para um sítio e trocaram de veículo, um HB20, e colocaram a vítima no porta-malas.

Após rodarem por estradas vicinais, os suspeitos começaram a ameaçar e bater no comerciante em busca de um resgate no valor de R$ 100 mil.

Desesperado e machucado, o comerciante deu o número do seu advogado que começou a negociar o resgate.

Após marcarem o local da entrega em um estacionamento próximo ao Bar do Cuscuz, os bandidos saíram da zona rural de volta para Campina e trocaram de veículo novamente, dessa vez um Corolla, no Parque da Criança.

No começo da noite, os suspeitos seguiram com a vítima para o local marcado onde a esposa do comerciante e o advogado fizeram a entrega da maleta com dinheiro do resgate, onde só conseguiram juntar R$ 70 mil, e a vítima foi liberada.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem é preso com arma e munição no Sertão da Paraíba

Na tarde dessa sexta-feira (16), policiais do 3º Batalhão de Polícia Militar prenderam um homem por porte ilegal de armas. O suspeito, de 66 anos, estava com um revólver. A…

Suspeita de matar e cortar pênis de companheiro na PB amolou faca antes do crime

A mulher suspeita de matar e cortar pênis de companheiro na Paraíba amolou faca antes do crime. O crime aconteceu em Areial, no Agreste da Paraíba, e segundo a polícia,…