Por pbagora.com.br

Enquanto disse à imprensa que havia passado o final de semana no apartamento com Jonathan Henrique, suspeito de ter assassinado a jovem caruaruense Patrícia Roberta (22), à polícia a namorada do suspeito contou outra versão, de que passou o sábado e o domingo com Jonathan, mas em uma casa em Mangabeira. A casa seria de uma travesti com quem Jonathan mantinha um relacionamento.

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (28), a delegada Emília Ferraz explicou que a namorada de Jonathan relatou que eles passaram o sábado e o domingo usando drogas nesta casa. Os horários batem justamente com o período em que Patrícia Roberta ficou trancada no apartamento de Jonathan (mesmo local que a namorada contou à imprensa que estava no fim de semana).

À imprensa, no entanto, a jovem disse que estava grávida de cinco meses (cujo pai seria o suspeito) e que havia parado de usar drogas. O que acabou sendo mais uma divergência entre depoimento dado à polícia e declaração dada a jornalistas.

A namorada também alegou que os livros de magia negra encontrados no apartamento de Jonathan pertenciam a ela. ”Gosto de ler sobre outras religiões”, disse. Junto com os livros, a polícia também encontrou uma lista com os nomes de várias mulheres, entre eles o de Patrícia Roberta e também o da namorada de Jonathan. A lista está sendo periciada.

Segundo a delegada, o suposto envolvimento da namorada do suspeito no crime também será investigado.

PB Agora

Notícias relacionadas

Suspeito de assalto é baleado durante troca de tiros, em Pedras de Fogo

Um assaltante foi baleado durante uma troca de tiros com a polícia enquanto era perseguido. O caso foi registrado na noite de ontem (16), na cidade de Pedras de Fogo,…

Fanqueiro MC Kevin morre aos 23 anos após cair de 11º andar de hotel

Ainda na noite deste domingo (16), o hospital para onde levaram MC Kevin confirmou a morte do funkeiro. O jovem de 23 anos, caiu do 11º andar de um hotel…