A Paraíba o tempo todo  |

Caso Anielle: advogado diz que suspeito foi torturado pela Polícia para confessar crime

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O advogado Daniel Allisson, que faz a defesa de José Alex, suspeito de matar a Anielle Teixeira, de 11 anos, em João Pessoa, revelou durante entrevista ao repórter Emerson Machado que o seu cliente foi espancado pela Polícia de Pernambuco para confessar que foi o autor do crime.

“Ele está todo machucado, como diz o ditado popular ‘debaixo de cacete qualquer um fala'”, disse o advogado.

O repórter perguntou se o advogado acusou a PMPE de ter espancado Alex para confessar o crime e o advogado respondeu: “Exatamente”.

O advogado explicou, ainda, que na presença da juíza Andrea Andréa Carla Mendes Nunes Galdino ele negou o crime, mesmo após ter confessado à Polícia Civil da Paraíba a autoria do homicídio, mas a negação do crime de estupro. O advogado afirmou que José Alex não matou a garota.

A juíza decretou a prisão preventiva dele e determinou que seja transferido para o presídio PB1, para resguardar a integridade física dele devido ao crime.


Da Redação com Hyldinho

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe