Foi preso preventivamente nesta quinta-feira (18), na cidade de Boqueirão, o o casal que torturava um menino de sete anos que foi encontrado e resgatado com sinais de desnutrição e maus-tratos. No momento do resgate ele estava acorrentado e teria sido espancada com fios elétricos, cordas e velas.

A mulher é mãe do menino e o homem o padrasto.

O laudo do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) confirmou a tortura.

A criança segue internada no Hospital de Trauma de Campina Grande, com estado de saúde considerado estável. Ainda não há previsão de receber alta médica.

PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF denuncia paraibano por compartilhar pornografia infantil

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou um homem residente no município de Bananeiras (PB) por crime de pornografia infantil. De acordo com as investigações, o acusado, de forma livre e…

Foragido da Justiça paraibana é preso no Rio Grande do Norte

Um homem, foragido da Justiça paraibano por estupro, foi recapturado na cidade de São José de Mipibu no Rio Grande do Norte, durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal no…