Foi preso preventivamente nesta quinta-feira (18), na cidade de Boqueirão, o o casal que torturava um menino de sete anos que foi encontrado e resgatado com sinais de desnutrição e maus-tratos. No momento do resgate ele estava acorrentado e teria sido espancada com fios elétricos, cordas e velas.

A mulher é mãe do menino e o homem o padrasto.

O laudo do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) confirmou a tortura.

A criança segue internada no Hospital de Trauma de Campina Grande, com estado de saúde considerado estável. Ainda não há previsão de receber alta médica.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Tentativa de assalto em JP termina com um homem morto e outro é baleado

A Polícia Militar (PMPB) investiga uma tentativa de assalto realizada na noite de ontem (08),  às margens da BR-101 sentido Conde, na Grande João Pessoa, quando um homem morreu e…

Abertas inscrições para seleção com mais de 550 vagas para profissionais de saúde

Estão abertas inscrições para um processo seletivo simplificado para contratação de profissionais de saúde que devem prestar serviço no combate ao coronavírus, na Paraiíba. O edital, que oferece 553 vagas…