Por pbagora.com.br

A mulher suspeita de ter abandonado um feto humano em uma rua próximo a um prédio público do município de Cabedelo, na Grande João Pessoa, no dia 16 de dezembro do ano passado, foi identificada pela Polícia Civil da Paraíba, nesta quarta-feira (2), pouco mais de duas semanas após o encontro do corpo.

A ação investigativa foi realizada pelo Núcleo de Homicídios e Repressão Qualificada de Cabedelo, da 3ª Delegacia Seccional de Polícia Civil. De acordo com as informações, ela confessou ter tomado chás com a intenção de provocar o aborto do bebê, e disse ter pensado no abandono para que a família não descobrisse. Contudo, ainda de acordo com a Polícia Civil, o feto teria nascido sem vida.

No momento a polícia ainda aguarda laudos periciais e diligências que vêm sendo realizadas, para concluir a investigação e decidir quais os procedimentos a serem tomados no que diz respeito à mulher suspeita.

ENTENDA

Feto humano é encontrado em casa abandonada em Cabedelo

Um feto humano foi encontrado na manhã do dia 16 de dezembro, um domingo, em uma casa abandonada na rua Juarez Távora, em Cabedelo, cidade da Grande João Pessoa. O local fica ao lado do anexo do hospital de Cabedelo.

De acordo com a polícia, um homem teria ido buscar mangas no local, como costumava fazer sempre, quando encontrou o corpo e ligou para a polícia.

Moradores da região também foram até o local e se surpreenderam com o achado.

CENAS FORTES – VÍDEO

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Notícias relacionadas

Suspeito de agredir avó para conseguir dinheiro para drogas é preso

Um homem de 33 anos foi preso na cidade de Alagoa Nova suspeito de agredir e ameaçar sua avó, de 83. De acordo com as informações policiais a agressão teria…

Polícia Civil orienta população a utilizar delegacia on-line para evitar aglomeração

Com o avanço dos casos de contaminação pelo novo coronavírus em todo o Estado e a publicação de um novo decreto com restrições pelo Governo, a Delegacia-Geral de Polícia Civil…