Por pbagora.com.br

O Corpo de Bombeiros está investigando as causas da explosão de uma fábrica de fogos na cidade de Massaranduba. A suspeita é que a fábrica funcionava de forma clandestina.
Na explosão, um homem morreu e a esposa dele ficou gravemente ferida após um galpão que fabricava fogos de artifício explodir e se incendiar em um sítio na zona rural do município de Massaranduba, no Agreste paraibano. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma perícia será feita para identificar o que causou a explosão e polícia vai investigar se a fábrica funcionava clandestinamente.

Segundo o sub-tenente Cláudio Lucena, no 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros, em Campina Grande, a explosão aconteceu por volta das 6h30. “Após a explosão o galpão se incendiou, e a fumaça foi vista a vários quilômetros de distância”, explicou o sub-tenente. Segundo os bombeiros, um homem morreu carbonizado na hora da explosão. a mulher dele sofreu queimaduras e está internada na UTI do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. De acordo com a unidade, o estado de saúde dela é grave.
O conselheiro tutelar Everaldo Soares, morador da cidade de Serra Redonda, também no Agreste, conversou por telefone com o G1 e contou que o barulho foi muito alto e assustou os moradores. “Parecia que um prédio havia desabado ou que um ônibus tivesse se acidentado”, disse Everaldo. Ele explicou que os moradores saíram assustados de casa e só então viram que a fumaça era em outra cidade.

Redação com G1

Notícias relacionadas

Polícia prende suspeito de atuar no tráfico de cocaína em Santa Rita

A Polícia Militar prendeu um jovem de 21 anos que estaria atuando no tráfico de cocaína, na noite dessa sexta-feira (16), na cidade de Santa Rita. Com ele, foram apreendidas…

Polícia apreende arma ao interceptar veículo em Santa Rita

A Polícia Militar interceptou um carro que estava circulando com os faróis apagados, na noite dessa sexta-feira (16), e aprendeu um revólver que era transportado no veículo, no bairro de…