A Paraíba o tempo todo  |

Bombeiro alerta para o aumento no número de incêndios na PB e dá dicas de prevenção

Incêndios normalmente são provocados por falta de cuidados ou negligência, principalmente com a rede elétrica. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, as causas dos incêndios gerados por eletricidade são, em quase 100% dos casos, devido às instalações elétricas antigas, excesso de equipamentos plugados em uma mesma saída como as tomadas, gambiarras e falta de manutenção. Para falar a respeito foi ouvido o tenente Evandro Ribeiro Ataíde que deu dicas sobre como evitar essas ocorrências.

Segundo o tenente, a Paraíba registrou mais de 100 incêndios no estado, nestes primeiros meses do ano e uma das principais causas do volume de incêndios em edificações, são as questões elétricas (curto-circuitos). “Pequenos cuidados fazem a diferença quando o assunto é prevenção de incêndios domésticos”, disse, destacando ainda que tanto nas residências como nas empresas, os cuidados devem ser praticamente os mesmos.

“No entanto, a maior recomendação para as empresas é manter os preventivos de incêndio em dia, a exemplo dos extintores, sinalizações e hidrantes, como também estar sempre atento nas questões elétricas da edificação”, afirmou Ataíde, ressaltando que este ano em João Pessoa já houve incêndios em casas, apartamentos e em um supermercado.

Outra dica do bombeiro, é evitar as famosas ‘gambiarras’ de ligar vários aparelhos na mesma corrente elétrica. “Muitas vezes, um descuido é suficiente para que tudo seja consumido pelo fogo em pouco tempo. Neste caso, a prevenção é essencial para evitar maiores transtornos”, disse o militar.

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe