O Batalhão Ambiental continua com operações para coibir a caça predatória de animais e aves e combater a criação dessas espécies em cativeiro. Naúltima sexta-feira, durante operação ‘Voo Livre’,o Pelotão Ambiental em Campina Grande prendeu um homem  que está sendo acusado pela prática de crime ambiental e posse ilegal de arma de fogo.

O major Lucas, comandante do Batalhão Ambiental, explicou que o suspeito de 51 anos tinha em sua residência 40 pássaros silvestres, entre eles 2 ameaçados de extinção, além de 2 jabutis.

Os policiais ainda encontraram numa geladeira 69 arribaçãs e 40 rolinhas, além de duas espingardas, sendo uma calibre 32 e outra de pressão, bem como farto material de recarga de munições, o que leva a crer que ele se trata de um caçador contumaz. As multas aplicadas totalizaram R$ 84.500,00.

Os pássaros encontrados são das espécies galo de campina, azulão, papa-capim, tico-tico, além de um pintassilgo e um pichochó, que estão na lista de animais ameaçados de extinção.

 

Assessoria

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia desarticula esquema de tráfico de drogas em Santa Rita

A Polícia Militar desarticulou um esquema de tráfico de drogas, nessa segunda-feira (1º), com a apreensão de dinheiro, 27 trouxas de maconha, sete pedras de crack, balanças de precisão e…

Tentativa de ultrapassagem em Santa Rita resulta em sete pessoas feridas

Um acidente grave ocorreu na noite de ontem (01), na cidade de Santa Rita, quando um veículo tentou fazer uma ultrapassagem, que resultou em sete pessoas feridas. O caso foi…