Por pbagora.com.br

A audiência das empresária Taciana Ribeiro Coutinho, que assassinou o marido Helton Pessoa com quatro disparos de arma de fogo em abril de 2020 foi marcada para 22 de fevereiro de 2021. A decisão é do  juiz da 1ª Vara de Sapé.

A prisão da socialite foi decretada, porém a justiça a revogou e estabeleceu diversas medidas cautelares. Recentemente, a empresária requereu a mudança do seu domicílio para a sede da fazenda, palco do assassinato, porém a solicitação foi negada.

O casal teria um histórico de brigas, mas as versões para explicar o crime são diferentes. O advogado de Taciana, Genival Veloso Filho, disse que sua cliente e o marido teriam discutido e que ela seria vítima de sistemática violência doméstica. Naquele dia, Helton teria agredido a esposa, puxado-a para o quarto onde continuaram as ofensas e teriam ocorrido os disparos.

Já o advogado Daniel Allison, que representa a família do fazendeiro morto, diz que Taciana atirou contra Helton sem chance de defesa quando ele estava tomando banho.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia Militar acaba festa clandestina com mais de 100 pessoas em CG

A Polícia Militar acabou uma festa que estava sendo realizada clandestina no limite entre as ruas Plínio Lemos e José de Souza, no bairro das Malvinas. Inicialmente a PM, recebeu…

PB: fim de semana teve 110 detenções e 26 kg de drogas apreendidas

Com cinco operações em andamento para reforçar a segurança em vários pontos do estado, a Polícia Militar concluiu o trabalho do fim de semana com 110 suspeitos detidos, 22 armas…