Por pbagora.com.br

Um mapeamento identificando as áreas críticas e a determinação de rondas constantes sem, contudo, descartar o fator surpresa, já começaram a dar os primeiros resultados.

Policiais nas ruas e rondas constantes em bairros da Capital e região metropolitana resultaram nas prisões, na noite da segunda-feira (18), dos serventes de pedreiro Antonio Gomes Soares, 20 anos e Wellington Ernesto da Silva, 19 anos, residentes em Várzea Nova.

Eles foram presos acusados de tentativa de roubo a uma residência no município de Bayeux. Por volta das 22h, um comerciante de 43 anos estava em casa, no bairro Tambai, quando foi surpreendido por dois homens armados de faca e facão que anunciaram o assalto.

Policiais militares realizavam rondas no local, perceberam a movimentação e prenderam dos acusados. Eles foram conduzidos à 5ª DD e autuados pelo delegado Robson Carvalho.

Na Capital, por volta das 23h, foi preso o feirante pernambucano Diego José de Melo Correia, 19 anos, acusado de roubar a bolsa de uma estudante de 19 anos quando a mesma caminhava próximo ao campo da Marquize, no Valentina I. Com um acusado, foram apreendidos um celular, um cartão de crédito e R$ 184, 00, além de uma moto Honda CG Fan, preta, ano 2008, placa KJH 1262-PE.

Diego foi conduzido à 9ª DD e autuado pelo delegado Francisco Deusdete. As rondas policiais serão intensificadas a fim de inibir a atuação de meliantes, conforme plano elaborado para que a ação dos policiais chegue aos locais de maior índice de violência das cidades.
 

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem é preso pela PRF na Paraíba com veículo roubado e arma de fogo

O veículo foi roubado no bairro do Geisel e seria levado para Campina Grande. O homem, que estava com uma arma de fogo, confessou que participou do assalto A Polícia…

Homem é baleado pelas costas durante evento político na cidade de Mulungu

Um homem foi baleado pelas costas na noite de ontem (25) enquanto estava prestigiando um evento político, no interior da Paraíba. As informações são da Polícia Militar. O caso aconteceu…