Teve alta hospitalar no último sábado (10) a criança de 7 anos que havia sido torturada pela mãe e pelo padrasto, na cidade de Boqueirão. O menino estava internado no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande desde o dia em que deu entrada naquela unidade desnutrido e com vários hematomas.

De acordo com a investigação da polícia, a criança era agredida constantemente pela mãe e pelo padrasto, que estão presos. Segundo o delgado  Iasley Almeida, a criança, além de viver amarrada pelos pés, era constantemente agredida, com queimaduras inclusive, proibida de se alimentar e também sofria tortura psicológica.

A avaliação pela qual o menino passou ao dar entrada no hospital constatou lesões profundas que possivelmente vinham sendo praticadas a um longo tempo.

Ainda não foi divulgado o local para onde ser levada a criança.

 

PB Agora

Total
4
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Operação Natal Luz: juíza nega pedido para afastar vereadores de Santa Rita

Uma decisão da juíza da 1ª Vara Criminal de Santa Rita, Lilian Frassinetti Cananéa, rejeitou na noite de ontem (19), o pedido de afastamento de cargo dos 11 vereadores presos…

Corpo de mulher é encontrado com feto arrancado da barriga, às margens da BR 230

O corpo de uma mulher, de aparentemente 30 anos, foi encontrado às margens da BR-230, na altura do km 45, em avançado estado de decomposição, na manhã desta quarta-feira (20),…