A Paraíba o tempo todo  |

Apontado como autor de vários homicídios em Patos é preso pela Polícia Civil

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Polícia Civil da Paraíba, através de ações desenvolvidas pela Delegacia de Homicídios e Entorpecentes (DHE) de Patos (15ª DSPC), prendeu nesta quinta-feira, 19, um homem suspeito de envolvimento em vários assassinatos na região.

Segundo o delegado Renato Leite, um dos casos em que o suspeito está envolvido é a morte do traficante Ivanilson Bezerra Pequeno, conhecido como Pitinho, que ocorreu em março deste ano na cidade de Patos.

“Depois de meses de investigação, o indivíduo foi localizado na zona rural do Município de São José de Espinharas, no Sítio Tijolos. Com o suspeito, no momento do cumprimento do mandado de prisão, ainda foram encontrados uma espingarda calibre 12, um revólver calibre .38, várias munições de calibre 12, .38 e .40, além de quase 2Kg de maconha prensada”, detalhou o delegado.

Após a conclusão das diligências, o preso foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo, em seguida, encaminhado a penitenciária local, por força do mandado de prisão, onde está à disposição da Justiça.

Entenda o caso

O autuado está envolvido na morte do traficante Ivanilson Bezerra Pequeno, popularmente conhecido por Pintinho, fato ocorrido em Patos em março deste ano. Ele ainda é suspeito de ter praticado vários homicídios na região nos últimos dois anos e há meses era foragido da Justiça e procurado pela Polícia. As investigações prosseguirão para completa elucidação do caso.

“A retirada de circulação de um indivíduo de alta periculosidade representa proteção à vida e tranquilidade para a sociedade. As pessoas podem colaborar com o trabalho da Polícia Civil através do disque denúncia no número 197. A ligação é gratuita e o anonimato é garantido”, concluiu o delegado Renato Leite.

Da Redação com Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe