Por pbagora.com.br

O ano de 2018 vai ficar marcado na história da Paraíba como o ano de combate à corrupção. É o que afirma o promotor de justiça Octávio Paulo Neto, coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), ao apresentar um balanço das ações do órgão com um grande número de operações, muitas delas com vários desdobramentos.

 

De acordo com Octávio Paulo Neto, das 18 grandes operações conduzidas pelo MPPB em 2018, metade foi direcionada ao combate direto à corrupção, algumas delas com vários desdobramentos, a exemplo da Operação Xeque-mate em Cabedelo, que já está em sua quarta fase.

 

Até agora, além de 18 denúncia formuladas, com 139 pessoas denunciadas, envolvendo gestores e servidores, incluindo o afastamento e prisão do prefeito de Cabedelo, Leto Viana (PRP) – que depois renunciou – e mais da metade da bancada de vereadores na Câmara Municipal.

 

A atuação do órgão, também desvendou casos de corrupção na administração pública em outros municípios, a exemplo de Patos, Tavares e até em relação a atos praticados pela ex-prefeita do Conde, Tatiana Correa, que também foi presa.

 

O promotor destacou que apesar do grande número de operações deflagradas este ano em parcerias com outros órgãos, muitas delas ainda em andamento e com novos desdobramentos, a maior arma para combater a corrupção e, até mesmo reduzir essa prática que está arraigada na sociedade, é a conscientização da população, a participação política e também a transparência pública.

 

“A população deve ter um certo grau de esclarecimento, se vestir de cidadania, e efetivamente se portar contrária a este tipo de prática. Precisamos internalizar na população uma cultura de maior cuidado com a coisa pública e o negócio público. Esses atos ilícitos que ainda vemos é resultado do desapego ao acompanhamento da gestão. O cidadão tem que ter o entendimento que as coisas e o acompanhamento da gestão são feitas para ele e voltadas para ele. E que ele é o patrão e é ele que tem que cobrar”, afirmou.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Homem que estava desaparecido é encontrado morto dentro de Banco, em Sousa

Um homem foi encontrado sem vida no interior da Agência da SICREDI, no Centro da cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba. De acordo com as informações ele estava desaparecido…

Novo decreto tem mudanças sobre a venda de bebidas alcoólicas na capital

O decreto municipal que estabelece novas medidas de enfrentamento à Covid-19 em João Pessoa teve mudanças em uma nova edição publicada na noite de ontem (24). Houve mudanças em relação…