Por pbagora.com.br

Animais soltos nas rodovias ou às margens representam perigo constante de acidentes de trânsito para os motoristas e motociclistas. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, até o último dia de 2018 foram registrados 57 acidentes provocados por animais e 290 foram recolhidos nas pistas. No primeiro dia do ano, em Catingueira (PB), na BR-361, km 38, a PRF registrou uma colisão com animal com duas vítimas, sendo um ferido com lesões graves e uma vítima fatal, envolvendo uma motocicleta.

 

Os pontos das rodovias que tem a maior ocorrência de animais na pista estão nas intermediações das Unidades Operacionais de Mata Redonda, Café do Vento e São Mamede. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no Art. 53, recomenda que animais isolados ou em grupos só podem circular nas vias quando conduzidos por um guia. Para facilitar os deslocamentos, os rebanhos deverão ser divididos em grupos de tamanho moderado e separados uns dos outros para não obstruir o trânsito. Os animais que circularem pela pista de rolamento deverão ser mantidos junto a bordo da pista.

 

O dono ou detentor do animal responderá pelos danos causados por ele, afinal, é sua obrigação cuidar do animal de modo que não possa causar nenhum tipo de problema a terceiros. Na hipótese de haver algum acidente, presume-se a omissão quanto aos cuidados necessários por parte do proprietário e sua responsabilização.

 

Nos casos mais graves, quando o animal provoca acidente com morte, o proprietário responde por crime de homicídio. De acordo com o CTB, a autoridade de trânsito ou seus agentes deverão recolher os animais que se encontrem soltos nas vias e na faixa de domínio das vias de circulação, restituindo-se aos seus proprietários após o pagamento de multas e encargos. Caso o animal não seja reclamado por seu proprietário, segundo o art. 328, no prazo de 60 dias a contar da data de recolhimento, o animal poderá ser leiloado. Após serem recolhidos, os animais ficam sob os cuidados dos municípios que, por sua vez, ficam aguardando o resgate pelos seus proprietários, que pagam à prefeitura as despesas pelo serviço antes da liberação.

 

Redação com dados da PRF

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Em menos de 24h, Polícia encerra duas festas clandestinas na Capital

Duas festas clandestinas que promoviam aglomeração de pessoas foram encerradas pela Polícia Militar, na madrugada e no início da noite desse domingo (7), nos bairros Jardim São Paulo e das…

Polícia prende dupla suspeita de assalto na orla de João Pessoa

A Polícia Militar prendeu dois suspeitos de assaltar uma turista, na manhã desta segunda-feira (8), na praia do Cabo Branco, na orla de João Pessoa. Uma das equipes da Companhia…