Por pbagora.com.br

 O homem apontado pela própria vítima, antes de morrer, como acusado de esfaquear e queimar, ainda vivo, um jovem de 32 anos se entregou a polícia. O crime aconteceu no último sábado (04) na cidade de Cajazeiras. Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito confessou que esfaqueou a vítima, mas nega que tenha incendiado.

Vizinhos da vítima acionaram a polícia e os bombeiros, após ouvirem os gritos pedindo socorro e o cheiro de fumaça. A vítima ainda foi encontrada viva e só teve tempo de dizer quem teria feito aquilo com ele.

O motivo alegado pelo acusado para cometer o crime seria porque estava sendo perseguido no trabalho, onde os dois eram colegas. O incêndio, teria sido acidental e não intencional.

Após prestar depoimento, ao lado de sua advogada, o acusado foi libertado e vai responder ao inquérito em liberdade.

A vítima ainda foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros, sendo levado para o Hospital Regional de Cajazeiras. No entanto, não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu minutos depois.  O homem foi enterrada na manhã de ontem, segunda-feira (06).

 ""

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Jovem suspeito de tráfico é preso em comunidade de Santa Rita

Um homem de 21 anos foi preso em flagrante, na noite desse sábado (23), por tráfico de drogas, na comunidade Maria de Lourdes, no bairro de Tibiri II, em Santa…

Suspeito de assaltar motorista de aplicativo em JP é preso

A Polícia Militar prendeu, em flagrante, um suspeito de 43 anos que assaltou um motorista que faz transporte por aplicativo, na noite desse sábado (23), no bairro Ernani Sátiro, em…