Dez agentes socioeducativos ficaram feridos durante a rebelião que aconteceu no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, nesta terça-feira (05). Cinco deles foram afastados das funções por causa das lesões que sofreram. Eles foram atacados pelos internos com facas, espetos e outras armas de fabricação artesanais.

 

22 internos também ficaram feridos, sendo que três tiveram de ser levados para o Hospital de Trauma de Campina Grande. O tumulto aconteceu em duas alas da unidade, onde ficam recolhidos mais de 60 adolescentes.

 

Entenda mais:

 

Policiais do Bope, Gate e do 10º Batalhão da Polícia Militar foram acionados na tarde da última terça-feira (4) após a informação de um princípio de rebelião no Lar do Garoto, no município de Lagoa Seca, no Agreste paraibano.

 

A polícia foi convocada para conter o tumulto, no entanto, não há informações a respeito de feridos ou possíveis fugas no local. Atualmente 60 adolescentes estão apreendidos.

 

Redação

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia investiga assassinato de homem a tiros de espingarda em Gado Bravo

Na manhã deste domingo (25), na zona rural de Gado Bravo, Agreste da Paraíba, ocorreu um assassinato, quando um homem foi morto a tiros de espingarda calibre 12. Segundo informações…

Homem é esfaqueado e agredido após fingir tentativa de assalto na capital

Uma brincadeira sem graça, terminou quase numa tragédia na noite de ontem (24), no bairro da Torre, na capital paraibana, quando um barbeiro de 46 anos foi esfaqueado e agredido…