Por pbagora.com.br
Foto: reprodução

Durante a celebração de uma missa no município de Monteiro, no Cariri da Paraíba, o padre foi surpreendido por um ato de campanha política. O religioso criticou a manifestação e condenou o desrespeito da candidata responsável pelo ato.

Em vídeo compartilhado nas redes social, o líder religioso chamou de ‘bagunça’ a manifestação realizada no momento da missa. “Eu não sei quem vai passando nessa bagunça, pois estão todos dentro dos carros e não dá pra ver”, reclamou o padre.

Veja vídeo:

O religioso argumentou que a falta de respeito com a celebração religiosa não é uma atitude cristã e que a pessoa responsável pelo ato não sabe liderar. “Não é cristã. A líder, que aí está, não é católica, não é cristã. Seja quem for”, disse.

De acordo com o padre, duas leis, uma estadual e outra municipal, proíbem esse tipo de manifestação na frente de templos religiosos durante as celebrações. “Existe uma lei que proíbe este tipo de bagunça na frente das igrejas. A lei é estadual e, se eu não me engano, também existe uma lei municipal. E se a senhora ou a senhorita não está obedecendo é porque não é líder”, criticou.

De acordo com informações de moradores do município, o ato realizado durante a missa teria sido liderado pela atual candidata à prefeita de Monteiro, a deputada federal Edna Henrique.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim Filho destina mais de R$ 2 milhões para creche em São Mamede

Na avaliação do deputado Efraim Filho (DEM/PB) é necessário investir em educação para se ter cidadania e neste sentido tem destinado recursos para construção de escolas, praças esportivas e creches…

PMCG é condenada a pagar R$ 15 mil de indenização por desmoronamento de passarela

O Município de Campina Grande foi condenado a pagar a quantia de R$ 15 mil por danos morais e estéticos devido ao desabamento de uma passarela, que causou fratura e…