Serviços essenciais no combate ao novo Coronavírus e para a manutenção da cidade estão mantidos

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, fez um apelo, em pronunciamento nas redes sociais, neste sábado (21), para a população ficar em casa e anunciou a suspensão do atendimento ao público na Prefeitura de João Pessoa. Com a medida, apenas os serviços voltados à prevenção ao novo Coronavírus e à manutenção da cidade serão mantidos. Outras atividades da administração municipal serão suspensas ou irão funcionar em regime de plantão e sobreaviso, com trabalhos desenvolvidos de casa. A medida passa a valer na segunda-feira (23) e tem validade de 15 dias.

No pronunciamento, o prefeito Luciano Cartaxo tratou das dificuldades impostas pelo isolamento social, medida considerada como essencial para salvar vidas. “Está comprovado: quanto menos pessoas nas ruas, maior a chance de evitar que o novo Coronavírus se espalhe. A hora é de ficar em casa. Sair só em caso de extrema necessidade, seguindo todas as orientações de higiene. A propagação do vírus tem que ser reprimida, porque, mesmo com todo esforço do poder público, nenhum sistema de saúde dará conta, se milhares de pessoas adoecem ao mesmo tempo. Vamos precisar uns dos outros para superar esse enorme desafio. E o gesto mais humano e solidário, com você e com todos, é ficar em casa”, reforçou.

Com a decisão – que preserva a saúde da população, servidores e familiares -, ficam agora suspensas a visitação ou o atendimento ao público no Centro Administrativo Municipal (CAM) e no Paço Municipal, sedes da poder público na Capital paraibana. Com exceção da Secretária de Saúde, que já atua diretamente na área, as pastas que irão funcionar em regime permanente terão a maior parte das suas atividades voltadas à prevenção da Covid-19. Também irão funcionar serviços como segurança, limpeza urbana, segurança alimentar e assistência social, incluindo a oferta da alimentação em creches e escolas integrais, defesa civil, mobilidade e infraestrutura urbana, além do trabalho desenvolvido pelas Secretarias de Comunicação Social (Secom) e de Desenvolvimento Urbano (Sedurb).

Ficam de prontidão todos os servidores públicos municipais, além da frota de veículos e serviços da Prefeitura, para atender as demandas prioritárias da Secretaria de Saúde e de garantia do cumprimento dos Decretos Municipais. É o caso, por exemplo, de profissionais que atuam nos setores financeiro, orçamentário, da folha de servidores, na receita ou na Procuradoria Geral de João Pessoa. Por meio de decretos anteriores, a administração municipal já havia liberado para trabalhos em casa servidores com mais de 60 anos, histórico de problemas crônicos de saúde e gestantes.

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPPB responsabilizará organizadores de manifestações por possíveis excessos

O Ministério Público da Paraíba está acompanhando o movimento nas redes sociais de convocação da população para carreatas. Os membros do MPPB, em conjunto com as forças policiais, estão atuando…

Garantia Safra mais de 18.291 agricultores familiares vão receber benefício na PB

O Garantia-Safra, criado em 2002, integra o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) tem como objetivo garantir a segurança alimentar de agricultores familiares que residam em regiões sistematicamente…