Por pbagora.com.br

Vereador quer ampliar participação popular nas eleições para Conselhos Tutelares

Um projeto de lei de autoria do vereador Marcos Vinícius (PSDB) pretende alterar dispositivo da lei 11.407/08, que trata sobre a política municipal dos direitos da criança e do adolescente, visando facilitar e ampliar a participação da população nas eleições dos Conselhos Tutelares de João Pessoa.

Na prática, o projeto vai permitir que as pessoas que tenham participado apenas de uma ‘Conferência Municipal da Criança e do Adolescente’, cumprindo todos os demais requisitos exigidos por lei, possam ter direito a concorrer a uma vaga de conselheiro tutelar. Atualmente, a legislação exige dos pretensos candidatos a conselheiro a participação em pelo menos duas ‘Conferências Municipais’.

“O projeto é de grande importância para a sociedade pessoense, visto que a redação da norma nos moldes atuais, exigindo a participação em duas ‘Conferência’, é excessivamente restritiva e impede que inúmeras pessoas idôneas e com plena aptidão se candidatem e possam ser eleitas membros dos Conselhos Tutelares de João Pessoa”, justifica Marcos Vinícius.

O vereador Hervázio Bezerra (PSDB), líder da bancada de oposição na Casa, subscreve o projeto de lei de Marcos Vinícius, ressaltando que, com a aprovação do projeto, as pessoas que se encontram excluídas do processo eleitoral serão beneficiadas. “Elas poderão candidatar-se e dar suas contribuições para a cidade de João Pessoa, através dos Conselhos Tutelares”.

A iniciativa de Marcos Vinícius também foi elogiada pelo vereador Zezinho Botafogo (PSB), mas ressaltando que, para ser conselheiro tutelar, os candidatos têm que estar preparados e aptos a exercerem a função para o qual se dispõem. “As pessoas precisam ter uma qualificação mínima”, aponta Zezinho.

O projeto de lei em tramitação na Câmara visa alterar o dispositivo no inciso X do artigo 46 da lei 11.407/2008. “É bom ressaltar que estão sendo mantidos inalterados todos os demais requisitos constantes no artigo 46”, lembra Marcos Vinícius.

Conselho Tutelar

Atualmente, João Pessoa possui cinco Conselhos Tutelares. São eles: Conselho Tutelar Região Norte, instalado no Bairro dos Estados; Conselho Tutelar Região Sul, localizado no Centro da Capital; Conselho Tutelar Região Sudeste, no Bairro do Geisel; Conselho Tutelar Mangabeira, em Mangabeira; e Conselho Tutelar Região Praia, sediado no Jardim Luna.

O Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos na lei 8.069/90, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Os conselheiros são eleitos pela escolha direta da população, amparada por lei, e estabeleceu para o município de João Pessoa a instalação de cinco conselhos, que devem funcionar diuturnamente a serviço da população.

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP), por sua Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), é responsável pela infra-estrutura necessária para o funcionamento dos conselhos e pelo pagamento do estipêndio dos conselheiros, com dotação orçamentária própria. A condução da política é dada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), órgão fiscalizador dos Conselhos Tutelares.
 

 

CMJP

Notícias relacionadas

Polícia prende suspeito de estuprar jovem que conheceu em rede social

Um homem foi preso suspeito de estuprar uma jovem que conheceu em rede social, em João Pessoa. A jovem foi estuprada na noite desta terça-feira (11) no bairro do Cristo…

Guedes diz que reforma administrativa será moderada

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, classificou como bastante moderada a proposta do governo de reforma administrativa, em audiência pública, hoje (11), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da…