Vereador mais votado em Campina Grande com quase cinco mil votos, Renan Maracajá (PSDC foi preso na manhã desta quinta-feira (22) em desdobramento da Operação Famintos. O vereador foi preso em casa, no bairro do Alto Branco e já foi para a sede da Polícia Federal em Campina.

Renan é apontado como integrante da organização criminosa investigada na Operação Famintos, deflagrada na , em Campina Grande e outras cidades. Segundo o juiz da 4º Vara Federal, Vinícius Costa Vidor, o parlamentar está envolvido com empresas beneficiadas no esquema que causou um prejuízo de R$ 2,3 milhões.

Na primeira vez como candidato em eleições, Renan Maracajá recebeu 4.977 votos, o que corresponde a 2,25% do total de votos válidos.

Entenda mais:

Operação Famintos 2ª fase: PF cumpre em Campina, 14 mandados de busca, 05 de prisão temporária e 03 preventiva

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pai de grávida encontrada morta em Santa Rita desabafa: “Escrava das drogas”

O pai da mulher que foi encontrada morta e com o feto arrancado da barriga, nas margens da BR-230 em Santa Rita, fez um verdadeiro desabafo a respeito da morte…

OUÇA! Bolsonaro se redime após tratar deputado da PB como desconhecido

O presidente Jair Bolsonaro minimizou o episódio ocorrido ontem, quarta-feira (20), em evento realizado para a criação do partido Aliança Pelo Brasil em que não reconheceu o deputado estadual pela…