Por pbagora.com.br

O vereador  governista Alexandre do Sindicato (PHS) criticou a possibilidade do evento evangélico “Cantinho da Benção” ser extinguido este ano, por com de uma ação movida por moradores de um prédio no entorno do Açude Novo, local onde acontece a programação do evento.

Em entrevista a Rádio Campina FM, descordou dos motivos apresentados pelo morador para retirar o evento. 

– O condomínio acha por bem dizer que um evento como esse, que começa às 18h e termina a meia noite, incomoda, mas o som do São João, que são 31 dias não incomoda. Não é uma incoerência? Se vamos tirar o Cantinho da Benção, então vamos tirar o São João. É uma questão discriminatória. Querem provocar um povo que não lhes dá prejuízo, pois não damos prejuízos à Saúde, porque não há jovens nossos tomando cana e quebrando cara, e tendo que ocupar os leitos dos hospitais. Não ocupamos a Polícia Militar e nem a Civil, para estar prendendo e dando auto de infração conta os nossos jovens. Quem incomoda mais? Eu passo ali às 5h da manhã e têm pessoas dançando em cima de carro no som na maior altura e ninguém diz nada. Aí os crentes incomodam? – criticou.

 

O ‘Cantinho da Benção’ acontece há mais de 30 durante o mês de junho em Campina Grande, paralelo ao Maior São João do Mundo.
Conforme Alexandre, há um preconceito pelo fato do evento ser religioso, pois o barulho que vem do Parque do Povo é muito maior e ninguém reclama.

Redação

 

Notícias relacionadas

PMJP desenvolve grande projeto de recuperação da cidade no setor turístico

O turismo foi uma das atividades econômicas mais atingidas com a pandemia da Covid-19, gerando uma série de fechamento de empresas, demissões e prejuízos pessoais, já que muitos tiveram que…

Cantor e compositor paraibano Cassiano morre aos 77 anos no Rio de Janeiro

O cantor e compositor paraibano Genival Cassiano dos Santos, o Cassiano, morreu nesta sexta-feira (7) aos 77 anos no Rio. Ele estava internado desde o fim do mês passado no Hospital Estadual…