Por pbagora.com.br

O vereador Bruno Farias sugeriu à Prefeitura Municipal de João Pessoa uma alternativa de plano de retomada da economia para ser seguido após o prazo de medidas mais rígidas de isolamento social por conta do novo coronavírus.

No projeto o parlamentar apresenta propostas obtidas diretamente com a população de João Pessoa, legitimando essas informações com base em pesquisas sobre iniciativas
similares desenvolvidas, de forma exitosa, em outras cidades, estados e países.

“O Pensando JP apresenta uma visão macro para a definição de métodos e critérios coletivos para a retomada econômica. A partir do diálogo estabelecido com o conjunto da sociedade, entendemos que cabe ao Poder Público estabelecer pontes com os setores produtivos para a confecção de regramentos específicos para cada atividade. O plano de retomada não pode ser um movimento impositivo da gestão municipal, mas, sim uma construção participativa. Sabe-se, por exemplo, que são inúmeros os protocolos já estabelecidos por entidades representativas e que devem ser utilizados na produção do planejamento estratégico final” diz trecho do projeto.

Confira as fases propostas pelo parlamentar:

1ª fase
15/06 – 28/06

A abertura das seguintes atividades econômicas: supermercados; açougues; padarias e delicatessens; docerias; mercados públicos; estabelecimentos que fazem delivery;  repartições públicas e cartórios; farmácias; serviços de saúde de urgência e emergência; serviços de imagem radiológica; atendimentos de tratamento contínuo de oncologia, hemoterapia e hemodiálise; laboratórios de análises médicas; estabelecimentos que fornecem insumos hospitalares; óticas; clínicas médicas; serviços odontológicos eletivos; consultórios odontológicos; clínicas veterinárias; Pet Shops; serviços e comércio relativos à saúde animal; hotéis, pousadas, flats, motéis e serviços de hospedagem de modo geral; postos de combustível; lojas de conveniência em postos de combustível; concessionárias de carro e revenda de veículos (automóveis, motos e bicicletas); oficinas automotivas; lojas de peças de veículos; lava jatos; bancos e lotéricas; construção civil; lojas de material de construção e material de limpeza; lojas de materiais elétricos e ferragens; atividades imobiliárias; escritórios de profissionais autônomos e liberais; empresa de telemarketing e call center; indústria; prática de esportes individuais ao ar livre e sem contato físico; salões de beleza, barbearia e similares por marcação prévia e atendimento personalizado; centros de distribuição e
depósito; lojas de comércio de rua até 200m²; estacionamentos rotativos públicos e
privados; bem como a volta do transporte público de acordo com as garantias
necessárias para a prestação do serviço, asseguradas pelos Órgãos Gestores, de
maneira que possa ser ofertada uma frota maior do que o proporcional à demanda.

2ª fase
29/06 – 12/07

Abertura de bares, restaurantes, lanchonetes e similares; Bibliotecas; lojas de comércio de rua de até 400m²; missas e cultos (com até 50% do limite máximo de ocupação, e com distanciamento mínimo de 2 metros entre os presentes)

3ª fase
13/07 – 26/07

Abertura de shoppings centers; centros e galerias comerciais; lojas de comércio de
rua acima de 400m²; academias. missas e cultos (com até 70% do limite máximo de
ocupação, e com distanciamento mínimo de 2 metros entre os presentes)

4ª fase
a partir de 27/07

Novo normal com a liberação da capacidade máxima de ocupação dos estabelecimentos e com a abertura de cinemas; teatros; casas de festas, shows e
espetáculos; clubes sociais, recreativos e esportivos; parques infantis; salas de
espetáculo; auditórios; salas de exposição; galerias de arte; jogos e campeonatos.

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Natuba começa colheita da produção de uvas com orientação da Empaer

O município de Natuba começa a colheita da produção de uvas neste ano, que, apesar das restrições impostas pela pandemia, pode chegar a uma produtividade média de 30 toneladas na…

Diário Oficial traz exoneração da esposa do deputado Dr. Érico

O Diário Oficial do Estado (DOE), trouxe a exoneração da esposa do deputado estadual Dr. Érico (Cidadania), da direção administrativa do Hospital e Maternidade Peregrino Filho, em Patos. No lugar…